“Uma mulher é o que ela quiser ser e pode chegar até onde ela se propuser chegar…”

Boa noite!!! Hoje partilho um texto escrito para o Mulher Africana na Ciência…

Para ver o vídeo partilhado pela Educa Tv no YouTube onde a minha convidada aparece, por favor clique no link

“Olá!

Chamo-me Karen Fernanda Herculano tenho 18 anos de idade e frequento a universidade Eduardo Mondlane, no primeiro ano de engenharia elétrica.
Bem, como estudante tenho mais afinidade com as disciplinas práticas que as teóricas e isso não é de hoje.

Durante o ensino primário e secundário minhas disciplinas prediletas foram matemática, física e desenho (sobretudo matemática), o que não era muito comum principalmente para uma menina. Porém, para mim o género nunca foi um problema, muito pelo contrário.

Posso dizer que por ser filha de mãe solteira, tive a minha mãe como um exemplo de que uma mulher é o que ela quiser ser e pode chegar até onde ela se propuser chegar.


O meu irmão também foi um grande exemplo para mim, e teve um papel crucial durante o meu percurso. Felizmente a minha família sempre me ajudou e incentivou.


Bem, durante o meu percurso no ensino básico e fundamental não tive grandes dificuldades. Sempre me dediquei aos estudos, não por obrigação mas porque gostava, e como consequência tive resultados muito bons.

No entanto um momento me marcou bastante, que foi a transição para a décima primeira classe. A secção que escolhi seguir foi ciências com desenho, secção esta muito temida e maioritariamente aderida por rapazes.

Lembro-me que na turma haviam apenas 9 meninas contando comigo. Inicialmente foi uma fase difícil para mim, pois tive de ouvir de colegas e até de alguns professores coisas como: escolheste uma secção de rapazes… vais conseguir? Sabes desenhar? Não estás arrependida? Não queres trocar?


Isso de certa forma deixou-me insegura, e realmente cheguei a pensar em desistir. Mas felizmente não o fiz, dediquei-me mais pois era aquilo que eu gostava e queria. E consegui me engrenar chegando até a ser considerada uma das melhores alunas. Essa foi uma lição de vida que guardo até hoje: as pessoas não podem medir onde tu podes chegar…

Foi nessa fase (11ͣ -12 ͣ classe) que decidi que queria fazer Engenharia, mas ainda não sabia ao certo qual. Essa vontade surge maioritariamente por influência do meu irmão, formado em Engenharia Civil, que na altura ainda estava estudando. Ele sempre conversava comigo acerca de seu curso e eu achava muito interessante.

Quando chegou a vez de escolher, após ter investigado bastante, decidi que iria concorrer para o curso de Engenharia Eléctrica.

Se eu disser que é um mar de rosas, estarei a mentir. fazer engenharia, não e fácil, a transição em si para o ensino superior não e fácil, porém não há melhor coisa que saber que vai valer a pena pois é um esforço para realização de um sonho. E não importa o género quando se trata da ciência e do saber por isso fica aí o meu conselho as meninas que se sentem incapazes, receosas, etc….

Vocês têm sim capacidade, ninguém pode decidir por vós ou colocar-vos barreiras.

Eu particularmente não acho extraordinário ter feito ciências com desenho ou estar a fazer eng. Elétrica, isso e algo tão natural que eu gostaria, sinceramente, que todos encarassem da mesma maneira.


Não desistam dos vosso sonhos. Aqui na faculdade de engenharia há lugar para vós, seria muito bom ter mais e mais mulheres conosco.”

Publicado por

Beatriz Manuel

Beatriz Manuel é licenciada em Medicina, esposa, mãe, estudante de doutoramento, docente e investigadora numa Faculdade de Medicina em Maputo, Moçambique. Ela leciona, investiga e tem interesse em Educação Médica, Saúde Familiar e Comunitária, Saúde Pública, Saúde Sexual e Reprodutiva, HIV / SIDA, temáticas de gênero, Evidência Baseada em Medicina para Influenciar Políticas. Ela possui mestrado em Educação de Profissionais de Saúde.

2 opiniões sobre ““Uma mulher é o que ela quiser ser e pode chegar até onde ela se propuser chegar…””

  1. Parabens DRA Beatriz pelnseu blog, um espaço que de certeza ajuda muitas mulheres a abrirem se e conectarem se para Mai’s e Mai’s lutar pelos seus sonhos…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s