Minha experiência profissional (continuação) …

Olá amig@s!

Mais uma vez agradeço por lerem e contribuírem para melhorar o meu blog.

Nesta semana conheci duas pessoas maravilhosas e convidei-as a partilharem as suas histórias!!! Estou ansiosa para as receber e também partilhar histórias de três mais mulheres que se prontificaram em enviar-me!!!

Agradeço que mais mulheres ainda partilhem as suas histórias e que homens também o possam fazer – já que eles também são os nossos parceiros e creio que devem ter histórias que podem inspirar a vários homens e mulheres.

Agradeço que se tiverem conhecimento de alguém que acham que podia servir como inspiração, me contactassem para que eu publique a sua história.

Como me foi sugerido, penso também partilhar histórias de mulheres que não fizeram ensino superior ou que não estão nas áreas de ciências, mas que podem incentivar a outras mulheres a seguirem os seus sonhos.

Gostaria de informar também, que para verem as minhas publicações anteriores após terminarem de ler esta publicação, irão ver a parte que diz “deixar comentário”, se continuarem la mais para baixo vão ver o resto das publicações.

Para os que falam ou preferem a língua inglesa, no canto inferior direito desta página vão encontrar um símbolo de globo 🌍 onde se colocarem o curso diz “habilitar tradução”. Se clicarem lá, e colocarem o cursor na frase que pretendem traduzir, irá aparecer o texto traduzido para inglês.

Indo para a minha experiência profissional…

Alguns meses depois de iniciar a minha carreira como docente universitária, eu e os meus colegas do departamento, fomos nos informar em como podíamos ser docentes e ao mesmo tempo fazermos a prática clínica. Para tal assinamos um contracto com o Ministério da Saúde e íamos aos centros de saúde duas vezes por semana e uma vez por mês durante os finais de semana para o serviço de urgências de um hospital geral. Então, trabalhei em dois centros de saúde, atendendo a pessoas com doenças crónicas e pessoas vivendo com o HIV/SIDA, e no serviço de urgências de um hospital geral. Fui incentivada a trabalhar em clínicas privadas, mas nunca o fiz. Gostava mesmo da ideia de trabalhar com os serviços de atendimento públicos.

A Faculdade de Medicina fica na cidade de Maputo, um dos centros de saúde também, mas o hospital geral e o outro centro de saúde ficavam em zonas peri-urbanas diferentes. Praticamente estava a trabalhar em 4 lugares diferentes… Para poder me deslocar para esses lugares, usava transporte público, e só depois de alguns meses consegui comprar um Volkswagen “carocha” ou “beatle”… 😄 O meu pai- já falecido – zangou-se tanto comigo por eu ter comprado um carro antigo e com montes de problemas…😶 Ele tinha razão – e lembro-me até de o ter dado muito trabalho por causa de avarias no carro, as vezes em lugares bem longe de casa!! Mas era o que eu podia comprar na altura e foi mesmo por necessidade…

Apesar de ter que ver doentes com doenças crónicas e com bastantes complicações, gerir problemas sociais que muitas vezes acompanham as doenças crónicas, trabalhar nos serviços de urgências de um hospital que alberga um número enorme de pacientes devido a localização, tendo muitas vezes que iniciar o meu trabalho as 19:30 e só me sentar quando fosse entrar no carro para ir para casa por volta das 08:30 ou 09:00 horas do dia seguinte, sem comer e sem beber – sentia-me mais confortável em fazer a parte clínica do que estar a trabalhar na faculdade, devido aos problemas que mencionei na publicação anterior.

Trabalhar nas unidades sanitárias também gerou algum conflito com o trabalho na faculdade porque muitas vezes tínhamos trabalhos que tinham que ser feitos naqueles dias em que devia fazer a prática clínica e as vezes reuniões importantes eram marcadas nesses dias. Com a situação que vivíamos na faculdade na altura, por vezes era difícil explicar aos nossos dirigentes que tínhamos que estar no centro de saúde e que não podíamos estar nessa reunião ou nesse grupo de trabalho, nesse dia.

Mas, graças a Deus, não foram muitas vezes que tive que desmarcar as consultas ou as urgências para poder estar na faculdade. Por vezes trocávamos os dias entre os colegas do departamento se não tivéssemos alternativas.

Através de algumas pessoas que tenho como mentoras para o resto da vida – com uma até agora trabalho – aprendi a gostar da área de cuidados de saúde a pessoas vivendo com HIV/SIDA. Essa ficou a minha paixão na área clínica.

Bem, por hoje fico por aqui!

Como sempre, aguardo sugestões e comentários e que partilhem as vossas histórias.

Até a próxima publicação!

Publicado por

Beatriz Manuel

Beatriz Manuel é licenciada em Medicina, esposa, mãe, estudante de doutoramento, docente e investigadora numa Faculdade de Medicina em Maputo, Moçambique. Ela leciona, investiga e tem interesse em Educação Médica, Saúde Familiar e Comunitária, Saúde Pública, Saúde Sexual e Reprodutiva, HIV / SIDA, temáticas de gênero, Evidência Baseada em Medicina para Influenciar Políticas. Ela possui mestrado em Educação de Profissionais de Saúde.

8 opiniões sobre “Minha experiência profissional (continuação) …”

  1. 👌👌é muito lovável a dedicaçao e investimento pelas causas sociais,80% dedicada em benevolência em troca de um simples sorriso com tantas prospostas de investicimento em Moçambique e em paises europeus onde fizeste formaçoes.
    Bravo DE ALMEIDA Chongo ,que Deus continue a te abençoar.
    Obs: vergo-me vergonhosamente à teus pés pedindo perdao pelos erros gramaticais ou orthographique que possam exestir.
    Mil😘😘😘😘😘😘😘😘

    Gostar

  2. Tive o prazer de conhecer à Dra Beatriz Manuel numa palestra que preferiu no ISFIC .
    Quero parabenizar _ lhe pela sua carreira acadêmica e profissional.
    Parece _ me uma mulher de ideias fortes , determinada e motivadora .
    Sucessos na sua vida

    Gostar

  3. Wow Bea! Precisa-se, além de muita força de vontade, ser nobre no coração para enfrentar todas essas dificuldades e seguir em frente com entusiasmo! És mesmo uma mulher de armas! Parabéns!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s